sábado, 27 de maio de 2017

ABC Fotográfico letras T, U, V, X e Z

Olá pessoas da internet, tudo belezinha? Como fui irresponsável e não adiantei alguns posts pra viajem que fiz de dia das mães e perdi a data de publicação das letras T e U que teria sido dia 13, achei melhor juntas essas letras com as últimas, sim, esse é o último post do projeto fotográfico ABC Fotográfico criado pela Dani do Voa  Mariposa, Voa! Eu adorei participar, é um projeto que vai deixar saudades. Comecei dia 24 de dezembro, foram 5 meses postando pelo menos duas fotos por post, dois sábados por mês. No final do post estarão linkados todos os posts pra gente poder relembrar. Vamos as palavras: Transgredir, Urbano, Verde, Xereta e Zoom.


Transgredir

A Tef quase não apronta, mas as vezes quer por que quer subir na mesa. Nesse dia, queria jantar o bichinho que tá encima do apoiador. Vai dizer que não parece que ta esperando o prato?



Urbano

Um belo dia resolvemos passear e caminhamos pela linha do trem e olha que vista linda da cidade.



Verde

Essas são as plantinhas que embelezam a frente do meu prédio.

 


Xereta

Quem tem pet sabe que todos são xeretas e aqui em casa não podia ser diferente. Quase toda vez que vou fotografar pro blog ela aparece pra bisbilhotar. No caso, foi nas fotos pra resenha da parceira Renata Borges do livro Scarlet - A Garota da Capa Escarlate.



Zoon

Vocês sabem que adoro fotografar bichinhos e um dia essa moscona apareceu aqui em casa. Sério, ela era GIGANTE! A foto ficou ruim por que era de noite e a luz da cozinha é muito fraca. Abaixo da foto com zoom, tem a sem zoom pra vocês verem o tamanho do monstro hahaha




Me digam se gostaram do projeto aqui nos comentários. Eu amei, vou pesquisar outros projetos de fotografia pra fazer^^ Até a próxima o/


Acompanhe as redes sociais do blog:

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Comparação Lissa x Star Night e Avon x Risqué


Olá pessoas da internet, tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje temos comparação de esmalte aqui no blog e só um deles que ainda não tivemos resenha. São quatro marcas, duas muito conhecidas e as outras nem tanto. No final do post vou deixar links das outras comparações.

Risqué e Avon


Duas das marcas queridinhas de todos. Avon Pro+ e Risqué. A grande diferença desses dois é que o Livros Inesquecíveis da Risqué é mais claro e seu fundo é mais petróleo, já o Azul Negro tem um fundo roxo. Abaixo tem imagens do fundo deles.
Azul Negro: utilizei 2 camadas, secagem rápida e brilhoso. Preço: até R$ 19,99
Livros Inesquecíveis: também duas camadas, secagem rápida e muito brilhoso. Preço: uns R$ 4,00




Pra ver a resenha completa: Azul Negro e Livros Inesquecíveis



Star Night e Lissa


Esses dois me deixaram de queixo caído e vocês vão ver por que. Além deles terem a cor no vidrinho igual, ela fica igual nas unhas também! As diferenças deles são a marca, a quantidade e o nome, do Star Night é Gardenia e do Lissa é Adena. Como deu pra ver, o Lissa tem 1ml a mais.
Adena: precisei de 2 camadas, secagem rápida e e brilhoso. Preço: uns R$ 3,00 por atacado.
Gardenia: foi exatamente o mesmo!! Preço: R$ 1,99
Segue foto deles juntos, mão da esquerda é o Gardenia e da direita Adena. Pra mim não tem diferença! E também do fundo deles e também não vi diferença!





Resenha completa do Adena

Vocês viram alguma diferença? Eu não! Sairia tranquilamente usando os dois! Espero que tenham gostado e deixo vocês com as outras comparações. Até a próxima o/


Acompanhe as redes sociais do blog:

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Livro O Caso Laura


Nome: O Caso Laura
Autor: André Vianco
Editora: Rocco
Ano/Páginas: 2011/270
Sinopse: skoob
Nota: 😻😻😻😻

Olá pessoas da internet, tudo bem com vocês? Comigo tudo bem^^ Faz semanas que terminei O Caso Laura, mas só agora criei coragem pra escrever, foi um livro que tirou minhas energias. Encaixei ele no desafio literário do grupo Clube do Livro  na categoria Mulher Protagonista. Estava louca pra que chegasse a vez dele, por que é meu autor favorito, vocês sabem, e não me arrependi de esperar! Muitas emoções num livro só! Vamos fingir que meu bunequinho das fotos é um anjo tá ;)

Marcel, detetive particular, recebe um cliente que lhe oferece muita grana para que investigue com quem Laura se encontra todos os dias numa praça. A princípio Marcel recusa o trabalho, pois quem veio contratar seus serviços pediu sigilo para a identidade de seu patrão e é contra os princípio de Marcel não saber quem o está contratando. Só que as contas falam mais alto e era muito dinheiro mesmo. Aceitou. E assim ele começou a frequentar a praça que Laura ia todos os dias na hora do almoço. Num primeiro momento apenas observa aquele casal, que podem ser amantes ou apenas bons amigos, mas percebe que Laura está sempre muito triste. Tira fotos dela, tira fotos dele, tira foto deles juntos. Só que em todas as fotos que o amigo aparece, ficam todas embaçadas, muito tremidas... Não dando pra ver o rosto dele. Coloca microfones no banco que sempre se encontram.
"O investigador coçou a cabeça e então apontou a câmera para a estante próxima à porta do escritório. O clarão do flash iluminou fugazmente a sala escura. Marcel ficou parado, olhando para a porta com os pelos dos braços arrepiados. Tivera a impressão de ver um homem parado ali. Levantou a pequena câmera e olhou hesitante para o diminuto painel LCD. Uma ampulheta girando dizia que a imagem ainda estava sendo gravada. Apareceria num instante. Seu coração batia disparado. Então veio a imagem e depois dela um suspiro de alívio. Não havia nada ali."  
Como na maioria dos casos, ele pensa que o contratante quer descobrir a traição da esposa e logo percebe que não se trata disso. Laura desabafa todos os seus problemas com esse amigo, que sempre tem as palavras certas. Durante as conversar ele percebe que ela se encontra com depressão, e das grandes. Todos os dias eles conversam, e terminada a hora do almoço dela, eles se despedem com um abraço, cada um vai pro seu lado, pra sua vida. No momento que Laura vai embora, esse homem misterioso transforma o olhar, de calmo e compreensivo para fechado e carrancudo. 


Conforme os dias vão passando, e Marcel ouvindo a história de Laura, ele percebe o quando eles tem em comum, ela é depressiva e já tentou suicídio, ele também. As marcar em seus pulsos estão ali para lhe lembrar disso. Vai se ligando a ela, se apaixonando por ela e ficando cada vez mais desconfiado com o Homem Misterioso, que ela chama de Miguel, tanto que resolve segui-lo e o que descobre é sobrenatural! Seres que até então só existiam em mitologias. Anjos! Mesmo sendo um livro com histórias comuns, muito tristes, mas comuns, Vianco não deixa de trazer elementos sobrenaturais e fantasiosos. De capítulos rápidos e curtos, cada um é protagonizado por Laura (a figura central do livro) uma restauradora de arte com depressão, Marcel, o detetive e Alan, um policial que faz justiça com as próprias mãos e da pior maneira possível, percebe que cometeu um grande erro em seu julgamento, a culpa o consome! Esses personagens vão se ligando e vemos os pontos em comum em suas trajetórias.

O livro mais emocionante que já li. Pesado, forte e triste. Temos temas difíceis de serem abordados, como a depressão e o suicídio. E em momento algum o senti romantizado. Chorei litros e não estou exagerando. Na noite que terminei foi a que mais chorei e fiquei muitas horas na bad. Tomei pra mim as dores dos protagonistas. Particularmente, não gostei do final, meio Game of Thrones, só que não queria que isso acontecesse. Nos trás uma lição, de que a vida é para ser vivida, que cada momento vale a pena, não deixe pra amanhã aquelas frases tão pequenas mas cheias de significado: "eu te amo" ou "tu é importante pra mim"! A leitura dele é ótima, daqueles que tu não quer mais parar, estilo Vianco, fico dando aquelas olhadelas nas próximas linhas, ansiosa por avançar e descobrir mais. Ele consegue que fique completamente imersa na estória, descreveu o sofrimento como ninguém. Mas nem tudo são dores! Temos também romance e esperança. Acho que essa é a mensagem do livro.

"- Talvez haja um motivo muito grande para nós dois termos nos encontrado, Laura. Talvez minha verdadeira missão nesse caso, no caso Laura, seja fazer tudo acontecer para que possamos nos salvar desse abismo.
Laura sorriu novamente, secando rapidamente uma lágrima furtiva. Ela olhou mais uma vez para a cicatriz no punho do namorado.
- Às vezes parece que você lê meus pensamentos, meu anjo."


Essa foi a resenha de hoje. Como disse antes, precisei me distanciar da estória e por isso demorei. Espero que tenham gostado! Estou participando de uma tag pelo instagram, a #DesafioLiterárioLombadasEmCores e todos os dias, por 10 dias estou fazendo várias indicações de livros, passem no @blognanalaraujo pra bisbilhotar, e se gostarem, sigam. Até a próxima o/


Acompanhe as redes sociais do blog: